MGLU3 
R$10,94  1,26%  
PETR4 
R$36,58  1,81%  
VALE3 
R$61,49  1,05%  
BBAS3 
R$26,39  0,46%  
ITUB4 
R$32,00  0,40%  
BBDC4 
R$12,39  0,40%  
ABEV3 
R$11,35  1,34%  
USIM5 
R$7,69  4,77%  
TAEE11 
R$33,52  0,48%  
WEGE3 
R$40,62  2,03%  

Melhores Ações para Swing Trade! Maximize seu Resultado!

Melhores Ações para Swing Trade! Maximize seu Resultado!
Confira as Melhores Ações para realizar Swing Trade e entenda como maximizar seus ganhos, selecionando a melhor opção disponível no mercado!

Investir na Bolsa de Valores é uma estratégia essencial para todos que buscam maximizar seus ganhos, aumentando o patrimônio de forma constante a longo prazo. Contudo, certos investidores possuem a habilidade de realizar operações de Swing Trade buscando acelerar o seu processo de enriquecimento. Desse modo, criamos esse artigo com todas as informações necessárias para que você consiga selecionar as melhores ações para Swing Trade!

As melhores ações para Swing Trade são ativos que fazem parte de setores sólidos da Bolsa de Valores, possuem alto volume de negociações e boa volatilidade. Desse modo, essas empresas tendem a crescer no médio prazo e permitem ao investidor efetivar o lucro no momento desejado.

Contudo, é necessário realizar uma análise detalhada da empresa escolhida antes de efetuar a sua operação. Dessa maneira, separamos para você quais são os passos que devem ser seguidos antes de realizar seu Swing Trade.

Como escolher as melhores ações?

Para que você consiga escolher as melhores ações para realizar seu Swing Trade, é necessário seguir algumas etapas importantes. Portanto, confira abaixo quais são as ações que você deve tomar antes de efetuar seu Swing Trade.

E lembre-se, mesmo seguindo essas etapas existe o risco de que sua operação não seja bem sucedida, causando percas de capital e lhe trazendo prejuízo. Desse modo, como não há garantias de retorno, realize esse tipo de operação apenas caso entenda o risco que está sofrendo.

Análise do Setor da Bolsa

Primeiramente, busque empresas líderes de setores da Bolsa de Valores que tendem a oscilar menos em períodos de instabilidade do mercado. Ou seja, tente evitar setores que possuem ciclos de mercado fixos ou que não possuem empresas líderes globais, como os setores de Comunicações, Tecnologia e Consumo Cíclico.

Por outro lado, busque empresa que fazem parte dos setores de Consumo Não Cíclico, Materiais Básicos, Petróleo, Gás e Biocombustíveis e Saúde. Dessa maneira, você poderá realizar o Swing Trade em companhias lideres mundiais e evitará ficar preso em um ciclo negativo do mercado.

Caso você queira saber quais são os Setores da Bolsa de Valores (B3) e quais empresas compõem cada um, confira nosso artigo completo abaixo:

– Quais São os Setores da Bolsa (B3)? Confira as Empresas!

Análise da Volatilidade

Outro ponto extremamente importante em um Swing Trade é a volatilidade do ativo escolhido. Ou seja, a capacidade que aquele ativo possui para sair de um determinado preço e ir buscar o valor esperado em sua operação.

Para identificar se uma ação possui boa volatilidade, é necessário analisar o gráfico diário ou mensal da empresa escolhida. Desse modo, confira abaixo um exemplo de um gráfico com boa volatilidade.

Gráfico JBSS3 - Opção para Swing Trade

Como você pode ver, o gráfico mensal da ação JBSS3 nos mostra que esta empresa varia o seu preço ao longo do tempo, possuindo volatilidade e nos dando oportunidades para realizar um Swing Trade.

Por outro lado, confira abaixo o gráfico da ação IGTI3, que possui baixa volatilidade.

Gráfico IGTI3 - Baixa Volatilidade

Nesse caso, é possível notar que o preço desta empresa se mantém lateralizado ao longo do tempo. Desse modo, não existem oportunidades claras para realizar uma boa operação de Swing Trade.

Portanto, é extremamente importante realizar esse tipo de operação em empresas que possuem boa volatilidade, fornecendo oportunidades para valorização do ativo e ganho de capital.

Análise do Volume de Negociações

Além da Volatilidade, é importante analisar o Volume de Negociações da ação escolhida. Ou seja, verificar se aquela ação possui negociações diárias suficientes para que você finalize sua operação no preço desejado.

Você pode realizar essa análise através do próprio gráfico diário ou mensal da empresa escolhida. Desse modo, confira abaixo o gráfico de uma empresa que possui um bom volume de negociações.

Gráfico USIM3 - Opção para Swing Trade

No gráfico mensal da USIM3 acima, podemos notar que todas as velas (retângulos vermelhos e verdes) possuem um bom formato e não existem meses sem negociação (meses sem nenhuma vela).

Dessa maneira, identificamos que está empresa possui um bom volume, permitindo a nós finalizarmos o Swing Trade no momento em que desejarmos.

Por outro lado, temos o exemplo abaixo referente a uma ação com baixo volume de negociações.

Gráfico PEAB3 - Baixo Volume

Como você pode ver, o gráfico mensal da empresa PEAB3 nos mostra que houveram meses em que não existiram negociações de ações (espaços em branco entre as velas).

Portanto, realizar um Swing Trade nesse caso é extremamente arriscado, pois possivelmente você não conseguirá vender suas ações no preço desejado (mesmo que o gráfico caminhe até esse valor).

Dessa maneira, para minimizar os riscos de sua operação, apenas efetue Swing Trade em ações que possuem bom volume de negociações.

Análise Gráfica e Fundamental

Por fim, após verificar o volume e a volatilidade, você deve realizar uma análise gráfica e/ou fundamental da ação desejada para efetuar seu Swing Trade.

Através dessa análise, você saberá o melhor preço de compra e entenderá qual será o seu alvo (valor que você pretender vender sua ação futuramente). Além disso, você confirmará que aquela empresa apresenta uma boa oportunidade para Swing Trade, estando pronto para efetuar sua ordem.

O que é Swing Trade?

O Swing Trade se refere a um tipo de operação realizada em ativos do mercado financeiro (ações ou índices), com duração superior a 1 dia. Desse modo, uma operação de Swing Trade busca lucros de médio prazo, podendo levar desde semanas até anos.

Essa estratégia procura identificar “swings” nos movimentos de preço de ativos financeiros, capturando as oscilações de médio prazo nos mercados. Portanto, os investidores de Swing Trade buscam tirar vantagem tanto de movimentos de alta quanto de baixa, utilizando análises técnicas e fundamentais para tomar decisões informadas.

O sucesso do Swing Trade está ligado à capacidade de você identificar pontos de entrada e saída estratégicos, bem como compreender as tendências do mercado.

Dessa maneira, realizar análises gráficas, utilizar indicadores técnicos e acompanhar eventos econômicos são ferramentas essenciais para o seu sucesso.

No entanto, é fundamental que você possua uma gestão de risco eficiente e esteja preparado para ajustar estratégias conforme as condições do mercado evoluem. Lembre-se de que o Swing Trade se refere a uma operação arriscada e não há garantias de retorno sobre o capital investido.

Como ter acesso as ações para realizar Swing Trade?

Para conseguir realizar operações de Swing Trade, você deve abrir uma conta em uma corretora de investimentos que disponibilize o mercado de ações. Além disso, você precisará de uma plataforma como o Profit, Tryd ou MetaTrader para realizar análises gráficas e efetuar suas operações.

Contudo, certas corretoras fornecem plataformas grátis para você investir, evitando a necessidade de gastar dinheiro na compra desse tipo de ferramenta.

Dessa maneira, a CM Capital se refere a uma dessas corretoras, fornecendo plataforma grátis e 0 de corretagem para você realizar suas operações com o máximo de eficiência possível.

Portanto, avalie se a CM Capital é uma boa opção para você e abra sua conta para começar a realizar o Swing Trade!

Swing Trade ou Position Trade?

Existem diversos termos utilizados no mercado financeiro para categorizar os tipos operações realizadas pelos investidores. Desse modo, qual seria a diferença entre Swing Trade e Position Trade?

Muitos investidores consideram que o Swing Trade se refere a uma posição de curto para médio prazo, enquanto o Position Trade se refere a uma posição de médio para longo prazo.

Contudo, você não conseguirá calcular o prazo de sua operação, devido a não saber quanto tempo irá levar para o ativo desejado chegar no preço alvo.

Dessa maneira, não existem diferenças práticas entre Swing Trade e Position Trade. O modo de análise e realização da operação irá ocorrer da mesma forma em ambos os casos, sendo apenas uma diferença de termos.

Swing Trade x Day Trade

Por outro lado, quando falamos da diferença entre Swing Trade e Day Trade, existem diferenças práticas que devem ser levadas em consideração na hora de operar.

De forma breve, o Day Trade se refere a uma operação que é aberta e fechada dentro do mesmo dia. Desse modo, caso a operação se estenda para o segundo dia, ela já será categorizada como Swing Trade.

Além da diferença na nomenclatura, o Day Trade é tributado de forma específica pela Receita Federal, sendo necessário avaliar as regras de tributação antes de realizar sua operação.

Além disso, devido a ser uma operação mais curta, a análise de um Day Trade é diferente da análise de um Swing Trade, sendo necessário levar em consideração diferentes aspectos.

Por fim, o risco de operar Day Trade é maior do que realizar uma posição de médio prazo, sendo necessário que você possua conhecimento aprofundado sobre análise gráfica e/ou fundamental.

Agora me diga, já sabe qual ação irá escolher para seu Swing Trade?

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Picture of Felipe Mourão

Felipe Mourão

Felipe Mourão é engenheiro graduado pela USF, apaixonado pelo mercado financeiro e conhecimento. Atualmente, assina textos no A Sua Renda.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Você pode Gostar

Você precisa saber!

Cotações - Ações

CMIG4
0,69%
R$10,27
CSMG3
0,61%
R$19,84
CPFE3
0,37%
R$32,56
EGIE3
0,07%
R$43,97
EQTL3
0,31%
R$28,86
SAPR4
0,56%
R$5,31
TAEE3
0,82%
R$11,12
FLRY3
0,07%
R$14,15
RADL3
0,57%
R$24,63
PETR3
1,62%
R$38,25
PETR4
1,81%
R$36,58
GGBR4
1,22%
R$17,44
RANI3
1,46%
R$8,34
KLBN4
0,24%
R$4,10
SUZB3
0,84%
R$48,32
VALE3
1,05%
R$61,49
ITUB4
0,40%
R$32,00
ITSA4
0,10%
R$9,80
ABEV3
1,34%
R$11,35
BRFS3
2,00%
R$20,42
JBSS3
0,58%
R$29,58
EMBR3
1,80%
R$36,54
GOLL4
0,00%
R$1,03
AZUL4
2,48%
R$7,86

Categorias

plugins premium WordPress