MGLU3 
R$10,67  3,70%  
PETR4 
R$36,50  1,59%  
VALE3 
R$61,40  0,90%  
BBAS3 
R$26,39  0,46%  
ITUB4 
R$31,91  0,68%  
BBDC4 
R$12,41  0,24%  
ABEV3 
R$11,28  0,71%  
USIM5 
R$7,61  3,68%  
TAEE11 
R$33,49  0,39%  
WEGE3 
R$40,78  2,44%  

CDI Hoje: Veja Taxa Atualizada do CDI para 2023

CDI Hoje: Veja Taxa Atualizada do CDI para 2023
Veja a taxa atualizada do CDI de hoje e descubra o papel crucial desse indexador no setor bancário brasileiro. Além disso, descubra sua influência nas taxas de juros e como investir com base nele.

No mundo do setor bancário brasileiro, um instrumento financeiro se destaca por seu papel crucial nas transações interbancárias – o CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Essa ferramenta pouco conhecida, porém, altamente significativa, desempenha um papel fundamental na formação do cenário financeiro do país, facilitando operações entre instituições financeiras. Porém, quanto está o CDI hoje? Saber a resposta dessa pergunta deixara você no caminho certo dentro do mercado financeiro.

Como equivalente brasileiro da taxa de empréstimo interbancário, o CDI serve como referência para as taxas de juros de curto prazo no país. Portanto, compreender esse instrumento é essencial para você que quer se aprofundar no mercado financeiro do Brasil e deseja se manter atualizado sobre nossa economia.

Qual o valor do CDI hoje?

Hoje, o CDI está em 13,15% ao ano, com acumulado de 7,58% em 2023 e 12,33% em 2022. Portanto, em agosto de 2023, a taxa CDI acumulada é de 7,48%, abrangendo os meses de janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto do ano corrente.

Buscar investimentos que rendam pelo menos 100% do CDI pode ser uma estratégia para evitar perdas com a inflação. No entanto, é crucial lembrar que nem todos os investimentos vinculados ao CDI terão exatamente esse rendimento ao longo do ano.

Isso ocorre, pois a taxa pode variar, como ocorreu em julho quando a taxa mensal do CDI foi de 0,87% (0,15% a menos do que em junho). Por fim, a taxa acumulada nos últimos 12 meses atingiu 13,15%.

CDI hoje: julho de 2023

Veja abaixo a tabela com o histórico mensal e anual da Taxa CDI em 2023 e nos últimos 12 meses.

Taxa CDI
2023Últimos 12 meses
MêsTaxaMês / AnoTaxa
Janeiro1,12%ago/221,17%
Fevereiro0,92%set/221,07%
Março1,12%out/221,02%
Abril0,92%nov/221,02%
Maio1,02%dez/221,07%
Junho1,02%jan/231,12%
Julho1,02%fev/230,92%
Agosto0,20%mar/231,12%
Setembroabr/230,92%
Outubromai/231,02%
Novembrojun/231,02%
Dezembrojul/231,02%
Acumulado7,58%Acumulado13,15%

Caso deseje, você pode acessar o portal da B3 para obter acesso a metodologia de cálculo e a base histórica desse indexador.

Qual foi o valor do CDI em 2022, 2021 e 2020?

Mas como saber se a taxa atual do CDI está atrativa para seus investimentos? A melhor forma é comparar com o histórico de variação, analisando os anos anteriores.

Desse modo, veja abaixo a tabela com os dados de 2020, 2021 e 2022 e entenda se a taxa atual está atrativa para seus investimentos.

Taxa CDI
202220212020
MêsTaxaMêsTaxaMêsTaxa
Janeiro0,73%Janeiro0,15%Janeiro0,38%
Fevereiro0,76%Fevereiro0,13%Fevereiro0,29%
Março0,93%Março0,20%Março0,34%
Abril0,83%Abril0,21%Abril0,28%
Maio1,03%Maio0,27%Maio0,24%
Junho1,02%Junho0,31%Junho0,21%
Julho1,03%Julho0,36%Julho0,19%
Agosto1,17%Agosto0,43%Agosto0,16%
Setembro1,07%Setembro0,44%Setembro0,16%
Outubro1,02%Outubro0,49%Outubro0,16%
Novembro1,02%Novembro0,59%Novembro0,15%
Dezembro1,07%Dezembro0,77%Dezembro0,16%
Acumulado12,33%Acumulado4,42%Acumulado2,76%

O que é CDI?

O Certificado de Depósito Interbancário, ou CDI, é um instrumento financeiro essencial no Brasil. Desse modo, ele é emitido pelos bancos e serve como forma de captação de recursos entre as instituições financeiras. Além disso, esse indexador é um título de dívida de curto prazo, com prazo de um dia útil, e é negociado exclusivamente entre os bancos.

Ou seja, sua negociação ocorre no Mercado Interbancário, onde as instituições financeiras emprestam dinheiro umas às outras para atender às suas necessidades de liquidez.

Papel no setor bancário do Brasil

O CDI permite que os bancos captem recursos de forma rápida e eficiente, garantindo a liquidez do sistema financeiro como um todo. Desse modo, quando um banco precisa de recursos para atender às suas obrigações, ele pode emitir um CDI e vendê-lo para outros bancos.

Essa transação permite que o banco arrecade dinheiro rapidamente, sem a necessidade de recorrer a empréstimos de longo prazo ou outras formas de financiamento mais caras.

Além disso, ele também serve como referência para as taxas de juros de curto prazo no país. Portanto, as instituições financeiras utilizam a taxa de CDI como base para definir as taxas de juros de empréstimos e financiamentos para empresas e pessoas físicas.

Como o CDI é calculado?

Uma dúvida muito comum que você pode ter, ao se deparar com um investimento indexado a taxa CDI, é como essa taxa é calculada.

A taxa CDI é calculada diariamente com base nas negociações realizadas no Mercado Interbancário. Desse modo, a ela é definida como a taxa média ponderada das operações de empréstimo entre os bancos naquele dia.

Ou seja, para calcular o CDI do dia, são consideradas as operações realizadas pelos principais bancos do país levando-se em conta o volume financeiro de cada operação e o prazo dos empréstimos. Por fim, a taxa deste indexador reflete a oferta e demanda por recursos no mercado interbancário.

Referência para as taxas de juros no Brasil

O CDI desempenha um papel importante como referência para as taxas de juros no Brasil. Isso ocorre pois, como a taxa dele reflete a oferta e demanda por recursos no mercado interbancário, ela acaba influenciando as taxas de juros de curto prazo.

Desse modo, quando a demanda por recursos é alta, as taxas de CDI tendem a subir, o que acaba se refletindo em maiores taxas de juros para empréstimos e financiamentos. Por outro lado, quando a demanda por recursos é baixa, as taxas de CDI tendem a cair, o que pode resultar em taxas de juros mais baixas para os tomadores de crédito.

A relação entre CDI e Taxa Selic

A relação entre o CDI e a Taxa Selic é direta e geralmente muito próxima. Isso ocorre pois o ele é, na prática, a taxa média das operações interbancárias lastreadas em títulos públicos, e os principais títulos utilizados são aqueles emitidos pelo governo federal, cuja remuneração é atrelada à Taxa Selic.

Desse modo, quando a Selic é elevada pelo COPOM, o CDI também tende a subir, refletindo essa mudança nos seus investimentos atrelados a esse indexador.

Como investir em CDI?

Investir em aplicações que utilizam o CDI como indexador pode ser uma opção interessante para você que deseja aplicar em renda fixa. Além disso, oportunidades podem aparecer para você em momentos de alta desse indexador, trazendo bons retornos.

Desse modo, veja abaixo alguns exemplos de investimentos que utilizam o CDI como indexador.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB é uma das formas de investimento mais conhecidas que utiliza o CDI como base de seu rendimento. Além disso, trata-se de um título emitido por instituições financeiras para captar recursos e, em troca, oferecem a você taxas de juros atreladas a esse indexador.

Dessa forma, quanto maior a alta do CDI, maior será o rendimento de seu CDB. Por fim, essa modalidade é considerada de baixo risco, pois conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Fundos de Investimento

Muitos fundos de investimento utilizam o CDI como benchmark para suas estratégias. Desse modo, certos fundos, têm o objetivo de renderem mais do que essa taxa, buscando atrair você com expectativas de retornos maiores.

Já os fundos DI são caracterizados por investirem, no mínimo, 95% do patrimônio líquido em títulos atrelados ao CDI. Portando, esses fundos são considerados de baixo risco e são indicados para você que busca liquidez e segurança.

Letras de Crédito

Os seus investimentos em LCs, como a LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), também podem estar atrelados ao CDI. Esses títulos são emitidos por instituições financeiras para financiar os setores imobiliário e agrícola, respectivamente.

Desse modo, você pode escolher LCAs e LCIs pós-fixados, que acompanhem a variação desse indexador. Além disso, esses investimentos são isentos de Imposto de Renda para pessoa física, o que os torna atrativos para você que busca melhorar sua rentabilidade líquida.

Simulação de investimento utilizando o CDI

Às vezes, entender na prática pode ser um pouco mais fácil do que ficarmos apenas na teoria. Por essa razão, veja abaixo alguns exemplos com simulações de investimentos utilizando o CDI como indexador.

Exemplo 1: Investimento em CDB (Certificado de Depósito Bancário).

Para esse exemplo, utilizamos o CDB pós-fixado do Banco Digimais S.A que possui sua rentabilidade atrelada ao CDI.

Exemplo de Investimento CDB com CDI

Como mostrado acima, esse investimento irá render 122% do CDI pelo período de 1800 dias. Ou seja, após 1800 dias, você receberá o valor investido mais o rendimento gerado durante esse período.

Por fim, supondo que o CDI se mantenha na taxa de hoje (13,15% ao ano) e você invista o valor de R$10.000,00, você terá R$21.042,37 no prazo de vencimento (valores brutos).

Valor Investido R$ 10.000,00
Rentabilidade (% do CDI)Prazo (anos)Valor Final
122%1 R$ 11.604,30
122%2 R$ 13.465,98
122%3 R$ 15.626,32
122%4 R$ 18.133,26
122%5 R$ 21.042,37
Exemplo 2: Investimento em LCA (Letra de Crédito do Agronegócio).

Vamos utilizar o investimento em LCA como nosso segundo exemplo de como utilizar o CDI em suas aplicações. Nesse caso, pegamos o investimento pós fixado do banco BTG Pactual que irá render 89% do CDI pelos próximos 366 dias.

Exemplo de Investimento LCA com CDI

Desse modo, supondo a manutenção da taxa do CDI de hoje (13,15% ao ano), investindo os mesmos R$10.000,00, você terá R$11.170,35 no prazo de vencimento (valores líquidos).

Valor Investido R$ 10.000,00
Rentabilidade (% do CDI)Prazo (anos)Valor Final
89%1 R$ 11.170,35

Lembrando que os exemplos mostrados não são recomendações de investimento e nem garantias de retorno, sendo somente ilustrações para facilitar seu entendimento.

Conclusão

O Certificado de Depósito Interbancário, ou CDI, desempenha um papel crucial no setor bancário do Brasil. Além disso, ele permite que os bancos captem recursos de forma rápida e eficiente, garantindo a liquidez do sistema financeiro.

Desse modo, ele serve como referência para as taxas de juros de curto prazo no país, influenciando diretamente as condições de crédito e seus investimentos.

Por fim, compreender o funcionamento desse indexador é essencial para você que deseja entender melhor o cenário econômico do Brasil, tomando melhores decisões de investimento.

Você acredita que a taxa CDI atual está boa para seus investimentos?

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Picture of Felipe Mourão

Felipe Mourão

Felipe Mourão é engenheiro graduado pela USF, apaixonado pelo mercado financeiro e conhecimento. Atualmente, assina textos no A Sua Renda.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Você pode Gostar

Você precisa saber!

Cotações - Ações

CMIG4
0,49%
R$10,25
CSMG3
0,86%
R$19,89
CPFE3
0,22%
R$32,51
EGIE3
0,09%
R$43,96
EQTL3
0,52%
R$28,80
SAPR4
0,00%
R$5,34
TAEE3
0,54%
R$11,09
FLRY3
0,14%
R$14,16
RADL3
0,08%
R$24,79
PETR3
2,02%
R$38,40
PETR4
1,59%
R$36,50
GGBR4
0,99%
R$17,40
RANI3
2,19%
R$8,40
KLBN4
0,49%
R$4,11
SUZB3
1,19%
R$48,15
VALE3
0,90%
R$61,40
ITUB4
0,68%
R$31,91
ITSA4
0,10%
R$9,80
ABEV3
0,71%
R$11,28
BRFS3
1,45%
R$20,31
JBSS3
0,41%
R$29,53
EMBR3
2,31%
R$36,35
GOLL4
0,97%
R$1,02
AZUL4
4,09%
R$7,73

Categorias

plugins premium WordPress